24 de junho de 2024

IPATINGA FC

Site não oficial do Tigre quadricolor de Minas, notícias do futebol mineiro

Prefeitura de Sorocaba tem programação especial para celebrar a 57ª Semana do Tropeiro – Agência de Notícias

5 min read

 

A Prefeitura de Sorocaba realiza, durante este mês de maio, uma programação especial para celebrar a 57ª Semana do Tropeiro. Além do tradicional Desfile dos Tropeiros, no dia 26 de maio, às 9h, a população poderá conferir exposições e participar de oficinas gratuitas com a temática tropeira.

O objetivo da programação é aproximar a população da cultura local, mantendo viva a memória a respeito da participação de Sorocaba no desenvolvimento do Ciclo do Tropeirismo, que influenciou todo o estado de São Paulo e várias outras regiões do Brasil.

O Desfile dos Tropeiros será realizado pela Prefeitura de Sorocaba, por meio das secretarias de Gabinete Central (SGC), Cultura (Secult), Serviços Públicos e Obras (Serpo), Meio Ambiente, Proteção e Bem-Estar Animal (Sema), Cidadania (Secid) e Fundo Social de Solidariedade (FSS), com o apoio da Secretaria de Mobilidade (Semob), da Urbes – Trânsito e Transportes, do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), da Guarda Civil Municipal (GCM) e da Polícia Militar, incluindo a sua Cavalaria Montada.

O tradicional evento tropeiro também vai arrecadar alimentos para a campanha #AFOMENAOEFAKE!, organizada pelo Fundo Social de Solidariedade (FSS). O posto de arrecadação será no Clube União Recreativo Campestre. Todas as doações serão destinadas a famílias em situação de vulnerabilidade no município, com distribuição pela Secretaria da Cidadania (Secid).

O Desfile dos Tropeiros contará com a participação de uma comitiva, formada por integrantes de diferentes cidades paulistas, que fazem parte da 11ª Tropeada Itararé-Sorocaba. Partindo de Itararé, no dia 16 de maio, o grupo percorrerá 237 quilômetros de estrada, passando pelos municípios de Itaberá, Itapeva, Taquarivai, Buri, Itapetininga, Alambari, Capela do Alto, Iperó e Araçoiaba da Serra, que constituíram a Rota Sul do Caminho das Tropas, e chegará à cidade de Sorocaba no dia 25 de maio, às 16h, na Estrada Vicinal José Leite, rumo ao Clube União Recreativo Campestre, com uma breve parada no Largo do Divino para a tradicional Benção Tropeira.

Já, no dia 26 de maio, às 9h, os cavaleiros e muladeiros sairão do Clube União Recreativo Campestre e percorrerão um trajeto de mais de 12km pelas vias de Sorocaba, até chegar à Avenida São Paulo, em frente ao Monumento ao Tropeiro para a tradicional benção. A seguir, o grupo prosseguirá até o Parque das Águas, no Jardim Abaeté, onde haverá uma grande festa de recepção, com atrações culturais, como a apresentação da Orquestra de Viola “Zé Franco”, exposições, entre outras.

 

Mais atrações

A população também já pode conferir as exposições do projeto “Estrada da Querência em Sorocaba – No rastro das tropas”, da produtora Angeles Paredes Toral, no Pátio Cianê Shopping, localizado na Avenida Afonso Vergueiro, 823, no Centro, ao lado do Terminal Santo Antônio. São elas: “Pouso tropeiro”, “O tropeiro nas artes visuais” e “Cotidiano do tropeirismo”, todas viabilizadas pela Secretaria de Cultura (Secult), por meio da Lei Paulo Gustavo, iniciativa do Ministério da Cultura e regulamentada pelo Decreto Federal nº 11.525/2023. A mostra gratuita, que conta com apoio do shopping, poderá ser visitada de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 12h às 20h, no Piso 1, do Bloco B do empreendimento, até o dia 31 de maio.

As Bibliotecas Municipais também integram essa programação especial alusiva à cultura tropeira. Uma das atrações é a exposição “História do tropeirismo em Sorocaba”, que contará com objetos e artesanatos, apresentando fatos e curiosidades do tropeirismo. Na Biblioteca Infantil Municipal “Renato Sêneca de Sá Fleury”, a mostra pode ser conferida até o dia 31 de maio, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Já na Biblioteca Municipal “Jorge Guilherme Senger”, a exposição permanece em cartaz até o dia 31 de maio, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

A Semana do Tropeiro contará, ainda, com oficinas gratuitas de culinária na Biblioteca Infantil Municipal “Renato Sêneca de Sá Fleury”. No dia 20 de maio, às 14h, o encontro é voltado a crianças e adolescentes, de 6 a 14 anos, introduzindo a arte da cozinha e trabalhando o desenvolvimento de habilidades motoras. Na ocasião, eles aprenderão a fazer uma broa de milho com a confeiteira Amanda Moraes Makino. As vagas são limitadas e, por isso, as inscrições devem ser feitas, a partir de 13 de maio, pelo e-mail: [email protected], informando nome e idade dos participantes.

Já nos dias 22 e 23 de maio, às 14h, as oficinas de culinária na Biblioteca Infantil Municipal serão voltadas aos adultos com idade acima de 18 anos, que poderão participar da experiência gastronômica na cozinha caipira da Biblioteca Infantil, com o intuito de se aventurar nos sabores da comida típica tropeira, além de repassar o conteúdo histórico da cultura sorocabana. O prato será o tradicional feijão tropeiro. As vagas são limitadas e, por isso, as inscrições devem ser feitas, a partir de 15 de maio, pelo e-mail: [email protected], informando nome e idade dos participantes.

Outra atividade da programação são as oficinas de mulinha. No dia 21 de maio, às 14h, a atividade voltada a crianças ocorrerá na Biblioteca Infantil Municipal “Renato Sêneca de Sá Fleury”. Já no dia 24 de maio, às 15h, a atividade será realizada na Biblioteca Municipal “Jorge Guilherme Senger”. As vagas são limitadas e, por isso, é necessário se inscrever, a partir de 14 de maio, pelo e-mail: [email protected], informando nome e idade dos participantes.

Já a sessão solene em homenagem ao tropeiro foi agendada para o dia 24 de maio, às 19h, na Câmara Municipal de Sorocaba, localizada no Alto da Boa Vista.

Sobre o Tropeirismo

O Tropeirismo começou por volta de 1733, com o português Cristóvão Pereira de Abreu, que abriu estrada ligando Curitiba a Sorocaba, conduzindo mulas e gado. Mas, foi a partir de 1750, com a instalação do Registro de Animais em Sorocaba, ao lado da ponte sobre o Rio Sorocaba, que se tornou sistemática a passagem de tropas xucras ou arreadas pela cidade e, com isso, passou a sediar as Feiras de Muares, famosas em todo o país e que duravam de dois a três meses, entre abril e junho.

Caracterizou-se pelo uso generalizado do lombo de animal, equino ou muar – especialmente este – para o transporte de cargas. O que hoje é feito por caminhões, na época era feito por esses animais. As tropas arreadas eram um conjunto de 8 a 10 animais, equipados com cangalhas, nas quais eram penduradas as bruacas (bolsas), contendo mercadorias.

O tropeiro tornou-se o responsável direto pela circulação de produtos destinados à exportação e pelo abastecimento das regiões interioranas, além de emissário oficial, transmissor de notícias, intermediário de negócios e protetor dos viajantes. Além disso, traziam do Sul do Brasil até Sorocaba, tropas xucras ou soltas, que eram domadas por famosos peões e vendidas nas feiras realizadas.

Os anos de 1750 a 1850 são considerados a fase áurea do Tropeirismo. Em 1875, com a implantação das ferrovias, o comércio de tropas começou a decair. A última grande feira realizada em Sorocaba foi em 1897.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NÃO PERCA