19 de junho de 2024

IPATINGA FC

Site não oficial do Tigre quadricolor de Minas, notícias do futebol mineiro

Prefeitura de Sorocaba, Saae e Governo do Estado iniciam desassoreamento do Rio Sorocaba próximo ao Terminal São Paulo – Agência de Notícias

3 min read



24 de maio de 2024

9:49

Por: Eduardo Santinon ([email protected])

 

Fotos: Saae/Sorocaba

 

A Prefeitura de Sorocaba e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) avançam com as obras de desassoreamento do Rio Sorocaba, em parceria com o Governo do Estado de São Paulo, via Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee). As intervenções, como parte do Programa de Revitalização e Sustentabilidade Hídrica – Rios Vivos, agora tiveram início no ponto que fica nas proximidades do Terminal São Paulo e Poupatempo.

A expectativa é que sejam removidos aproximadamente 11 mil metros cúbicos de sedimentos do rio, no trecho entre o Terminal São Paulo e a Ponte Pinheiros, ao longo dos próximos 45 dias. O trabalho é realizado por meio de escavadeira hidráulica.

Esse equipamento chegou em Sorocaba no início de novembro de 2023 e, de lá para cá, já foram retirados cerca de 55 mil metros cúbicos (3.928 caminhões) de material. Os serviços ocorreram em quatro locais ao longo do rio: nas proximidades do entroncamento da Avenida Quinze de Agosto, Rua Campinas e a foz do córrego do Jardim Leocádia; na altura do número 6.400 dessa mesma via, nas imediações da confluência com a ponte Radial Norte e a Avenida Comendador Camilo Júlio; na região da Praça Lyons, entre o pontilhão da linha férrea (ao lado da antiga Usina Cultural) e a ponte Francisco Delosso, e sob a ponte Jornalista Fernando de Neto, no Jd. Leocádia.

Porém, na fase anterior da parceria com o Governo do Estado, iniciada em março de 2022, os trabalhos no Rio Sorocaba estiveram concentrados nas proximidades do Clube do Idoso, no bairro de Pinheiros, assim como nas imediações da ponte da Radial Norte, na região do Jardim Brasilândia. Na ocasião, 100 mil m³ de resíduos foram retirados, incluindo também 20 mil m³ de sedimentos, ao longo de 1,6 km do Córrego Itanguá, na região do Jardim Marli e Jardim Itapemirim, na Zona Oeste, conforme previsto no contrato com o Estado. O volume total removido, naquela ocasião, foi o equivalente ao conteúdo de 8.300 caminhões repletos.

 

Mais ações de desassoreamento

Com recursos próprios da Prefeitura e do Saae/Sorocaba, foi concluída, em junho passado, a remoção de banco de areia localizado entre as pontes Pinheiros e Dante Sola, no entroncamento da Avenida Dom Aguirre com a Ponte Pinheiros. Foram retirados do local 3.600 m³ de resíduos, equivalentes a 300 viagens de caminhões cheios.

Em setembro, até meados de novembro, também por iniciativa do Poder Público Municipal, houve o desassoreamento no trecho entre a antiga Usina Cultura e a ponte Padre Madureira. A expectativa era de que entre 15 mil m³ e 20 mil m³ de sedimentos fossem retirados do rio, sendo que foram efetivamente removidos mais de 25 mil m³. Os trabalhos, nesse trecho, com o uso de draga flutuante e escavadeiras, foram executados em parceria com a Geratriz Construtora, oriunda de medida mitigadora, no valor de R$ 400 mil.

E, de março e abril deste ano, também com recursos próprios, foi finalizada a remoção de um banco de areia, nas proximidades do entroncamento da Avenida Dom Aguirre com as Pontes da Rua Padre Madureira e Salomão Pavlovsky. No local, foram removidos, aproximadamente, 7 mil metros cúbicos de material.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NÃO PERCA