24 de junho de 2024

IPATINGA FC

Site não oficial do Tigre quadricolor de Minas, notícias do futebol mineiro

Viveiro florestal de Pederneiras deve produzir 1 milhão de mudas por ano

2 min read





Recém-inaugurado, o espaço conta com laboratório de pesquisas para a produção e comercialização de espécies exóticas com qualidade genética



O objetivo do viveiro é reproduzir mudas de diferentes espécies exóticas

Localizada na região de Bauru, Pederneiras inaugurou na segunda-feira (27) seu primeiro viveiro florestal, em uma área de 150 hectares de floresta estadual. O objetivo é reproduzir ali mudas de diferentes espécies exóticas, como pinus (sete exemplares), eucalipto (cinco exemplares) e corymbia (dois exemplares), com foco na manutenção da biodiversidade local e na realização de pesquisas para melhorar a qualidade genética dessas espécies. Além de fomentar o emprego na região, o viveiro também irá comercializar as mudas, madeiras e resinas produzidas. Sua capacidade de produção pode chegar a até 1 milhão de plantas por ano.

A iniciativa atende às diretrizes estaduais de reflorestamento. O Instituto de Pesquisas Ambientais (IPA), vinculado à Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (Semil), é o responsável pelas pesquisas, estudos e reprodução de espécies no local, com foco em soluções para os desafios das mudanças climáticas. “Os estudos pretendem desenvolver mudas mais adaptadas a diferentes regiões, resistentes à seca, às altas temperaturas, doenças e pragas”, explicou o diretor do Departamento de Tecnologia e Inovação do IPA, Emerson da Silva. O pinus, por exemplo, poderá ter até 1.000 mudas plantadas por hectare, sendo aproveitado não só como madeira e celulose, mas também para a produção de resinas com aplicações farmacêuticas, cosméticas e nutricionais.

O viveiro faz parte do projeto “Melhoramento e Conservação de Germoplasma Arbóreo de Rápido Crescimento”, que busca a revitalização de áreas de preservação por meio da readequação das Unidades de Conservação do estado. A Floresta Estadual possui também uma coleção no banco ativo de germoplasma (organismo vivo constituído de árvores matrizes que foram plantadas a partir de sementes) de espécies nativas geridas pelo IPA que podem se beneficiar do viveiro para multiplicação, visando a diversificação na produção florestal, a restauração ambiental e a valorização da bioeconomia.

A iniciativa conta com o apoio da empresa Helmut Schuckar e da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa do Agronegócio (Fundepag).

Viveiro Tamboril

Além da Floresta Pederneiras, o estado conta com um outro viveiro para mudas. Inaugurado em 2012, o Viveiro Tamboril, dentro do Parque Fontes do Ipiranga, conta com aproximadamente 10 mil mudas, mais de 700 espécies, sendo 40 consideradas em extinção (como o bambuzinho nativo da Mata Atlântica). Foi construído no antigo Instituto de Botânica e atualmente é voltado para o cultivo de espécies em conservação da biodiversidade, especialmente as raras e as ameaçadas.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NÃO PERCA