16 de julho de 2024

IPATINGA FC

Site não oficial do Tigre quadricolor de Minas, notícias do futebol mineiro

Hospital do Servidor de SP cria medalhas para homenagear doadores de sangue

3 min read





Em meio ao Junho Vermelho, objetivo da campanha é incentivar doação de sangue pela população e garantir a autossuficiência do hemocentro



O educador Luciano Germano da Cunha já realizou mais de 20 doações de sangue no Hospital do Servidor

O Banco de Sangue do Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), do Governo de São Paulo, lançou neste mês de junho uma campanha para incentivar a doação de sangue e garantir os estoques do seu hemocentro. A ação ocorre em razão do Junho Vermelho, em que se reforça a importância do tema.

“Queremos incentivar a população a fazer doações voluntárias de sangue com a chegada do inverno, período que geralmente apresenta queda nas doações, para garantir a autossuficiência do nosso Banco de Sangue durante todo o ano”, explica Fábio Lino, diretor do Serviço de Hemoterapia do HSPE.

Com o mote associado aos Jogos Olímpicos de Paris, que se iniciam em julho, a campanha “Doe sangue e faça parte do time que torce pela vida” busca homenagear os doadores com medalhas simbólicas e contribuir para o aumento dos estoques do banco de sangue do Hospital do Servidor.

Leia mais: Posso doar sangue se tive dengue? Tatuagem impede doação? Tire dúvidas sobre o tema

Todos os tipos sanguíneos são bem-vindos, mas os estoques de RH negativo de todos os tipos (A, B, O e AB) estão em situação crítica e precisam de reposição mais urgentemente. Cada doação de 450 ml de sangue pode salvar até quatro vidas

“A disponibilidade de sangue para transfusão é crucial para a sobrevivência de pacientes em situações de risco, como cirurgias, emergências médicas e acidentes graves com traumas, além do tratamento de algumas condições médicas, especialmente para pacientes em tratamento oncológico”, complementa o médico.

Sobre a campanha

No espírito das próximas Olimpíadas, o HSPE decidiu homenagear pessoas que são doadoras de sangue frequentes na instituição como “parte do time que torce pela vida”, com uma medalha e uma carta escrita à mão por pessoas que receberam transfusão sanguínea
no hospital.

João Pedro Almeida Ferreira da Silva, estudante de Farmácia e receptor frequente no Banco de Sangue, convive com sintomas da anemia falciforme desde os três anos. Ele fez questão de agradecer por escrito: “Sou muito grato a todos os doares, minha vida foi salva muitas vezes por essas pessoas”.

Um desses doadores frequentes é Luciano Germano da Cunha. O educador já realizou mais de 20 doações no Hospital do Servidor e também foi homenageado na ação. “Fiquei muito tocado com esse gesto, sou doador há mais de dez anos. Anoto na agenda e venho a cada três meses ao hemocentro. É simples e rápido, acredito que deveria ser incorporado ao cotidiano de todos”, incentiva.

Luciano recebeu a homenagem após mais uma doação

Combate às fake news sobre doação de sangue

O diretor da Hemoterapia do HSPE alerta para a importância de se combater notícias falsas sobre o tema. Diante disso, o médico esclarece alguns informações:

  • O sangue não engrossa após a primeira doação e não força a doação frequente e compulsória pela parte de quem é doador;
  • Todos podem doar sangue desde que tenham idade entre 16 e 69 anos, independentemente da orientação sexual;
  • Os centros de coleta do país são seguros e confiáveis, com profissionais capacitados e utilizam apenas materiais descartáveis e de uso único.

“Somos um povo solidário e que tem o altruísmo como parte da nossa cultura. Procure o posto de coleta mais próximo, fale com seus amigos e familiares e ajude a salvar vidas”, complementa Fábio Lino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NÃO PERCA